RELATOS DA ORGANIZAÇÃO DO IV CEPIAL DURANTE A VISITA AO CHILE ( Maio-Junho/2014)

A Casa Latino-americana (CASLA de Curitiba – PR), inspiradora e coordenadora dos  I, II e III Congressos de Cultura e Educação para a Integração da América Latina (CEPIAL) realizados em Marechal Cândido Rondon em 1992; Maringá em 1994 e Curitiba em 2012, está presente em Osorno, na Região dos Lagos, no Chile, representada pela sua Presidente, Dra. Gladys de Souza Sánchez e pelo seu coordenador acadêmico, Prof. Dimas Floriani, que realizaram vários encontros prévios de sensibilização, com dinâmicas de grupo, envolvendo diversos atores regionais, dentre os quais destacam-se representantes de organizações sociais, como comunidades mapuches de San Juan de la Costa, Secretaria Segional de Saúde, representantes estudantis, sindicalistas da CUT – chilena, pesquisadores acadêmicos, ONGs ambientalistas e jornalistas.
Coerente com os propósitos de internacionalização do CEPIAL, a CASLA transfere a coordenação do próximo (IV CEPIAL) ao  CENTRO DE ESTUDIOS DEL DESARROLLO LOCAL Y REGIONAL (CEDER) da Universidad de Los Lagos (ULA) – Campus Osorno, sul do Chile   da Red Casla-Cepial, que terá lugar nesta região chilena entre os dias 19 e 23 de janeiro de 2015 e para o qual convocamos a todas instituições acadêmicas, atores governamentais e não-governamentais interessados em debater o tema do BUEN VIVIR ( a Vida Boa) para as comunidades e populações locais, regionais e  transfronteiriças da América Latina. O coordenador geral da organização do IV CEPIAL  é o Presidente do CEDER e pesquisador, Prof. Dr. James Park.

O IV CEPIAL está pensado para ser um lugar de encontro para o diálogo entre esses diferentes atores, inspirado pelo conceito da ‘horizontalidade dos conhecimentos e dos saberes’, a fim de gerar resultados interessantes, a partir do diálogo, mas também do confronto de diferentes pontos de vista sobre um conjunto de temas de interesse desses atores que habitam e interagem com diferentes territórios da região, em ecossistemas marítimo-costeiros, urbanos e rurais.
A metodologia de trabalho para a seleção desses temas obedece ao princípio da consulta e da interação entre as comissões de organização do congresso com as instituições e comunidades locais e demais atores (governamentais, não governamentais) e universidade.
Como primeiro exercício, o sociólogo e Prof. Dr. Fernando Codoceo, pesquisador de temas de caráter social, com populações marginalizadas, fez um primeiro exercício interessante de convocação de representantes de setores sociais e de organizações comunitárias da região, cuja reunião de sexta-feira, dia 06 de junho reuniu no próprio CEDER, em torno de 50 representantes desses diferentes setores sociais.

Após uma preleção prévia para esse coletivo, o Prof. Codoceo explicou como deveria funcionar a metodologia de trabalho, a fim de gerar inicialmente uma conversa em pequenos grupos para identificar os principais temas e problemas de maior interesse e preocupação, para em seguida listar com palavras-chave os temas que melhor respondessem a essa metodologia, a fim de que a partir deles se continuem a debater nesses coletivos, ao mesmo tempo em que se definem os temas de reflexão e debate para as mesas redondas e oficinas ou cursos durante o IV CEPIAL.
Previamente a este encontro, que discutiu com os setores sociais uma metodologia capaz de envolver esses atores em comissões de organização do próprio congresso,  o Prof. Dr. Francisco Ther Ríos, antropólogo do Depto. de Ciências Sociais da ULA e coordenador de pesquisa do Projeto ATLAS, sobre a organização e conflitos da pesca artesanal no Chile, fez uma excelente apresentação das atividades desenvolvidas pelos pesquisadores deste projeto, bem como um diagnóstico dos principais aspectos da pesca artesanal, as comunidades de pescadores ( Caletas) e uma estratégia de contatos e convocação desses atores para o congresso. Foram designados Felipe Barria, Asunción Diaz e Catalina Alvarez Burgos para a Comissão de Organização do setor marítimo-costeiro.
No dia 10 de junho, foi feita visita ao Governador da Província de Osorno, Sr. Gustavo Salvo Pereira. Nesta reunião estiveram presentes pelo CEDER, Profs. Dr. James Park e Fernando Codoceo; pela CASLA, sua Presidente, Gladys de Souza Sanchez e o Prof. Dimas Floriani que apresentaram os objetivos do IV CEPIAL a ser realizado em Osorno entre os dias 19 e 23 de janeiro de 2015. O Sr. Governador ficou bastante interessado e motivado em convocar os políticos da região para discutir os novos desafios para o atual momento democrático da região e do país. O Prof. Fernando Codoceo ficou de retornar para apresentar a metodologia de trabalho que facilitará a montagem de propostas para as mesas redondas e grupos de trabalho do congresso.
Na noite do dia 9 de junho, na Sala de Arte Visual II, do Centro Cultural de Osorno, foi inaugurada a exposição fotográfica “Rostros y Colofres de las Culturas Andina-Amazónias Ecuatorianas, do Jornalista e documentarista Pablo Vargas Hidalgo.
Nesta oportunidade, foi feita uma mesa redonda sobre o conceito de “Buen Vivir” (Sumak Kawsay), no Equador, tendo como mediadora uma representante Mapuche de  San Juan de la Costa, Chile.
Antes de retornar ao Brasil, no dia 12 de junho, o Prof. Dimas Floriani participou de um Coloquio no Nucleo Interdisciplinario de Estudios Socioambientales (Facultad de Arquitectura y Urbanismo – FAU) da Universidad de Chile, sobre o tema da Interdisciplinaridade em Meio Ambiente e Desenvolvimento:
No dia 13 de junho, sábado, visitou-se o Museo de los Derechos Humanos, em Santiago (Quinta Normal), inaugurado no primeiro mandato do governo de Michelle Bachelet (2006-2010), no qual se preserva a memória sobre as atrocidades cometidas pelo regime militar (1973-1990) naquele país (e fora dele).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *