A REDE CASLA-CEPIAL APOIA OFICINA DE DIÁLOGO DE SABERES ENTRE BENZEDEIRAS E MULHERES QUILOMBOLAS

Durante os dias 12 e 13 de novembro de 2019, será realizado o “ENCONTRO DAS BENZEDEIRA E MULHERES QUILOMBOLAS” que se reunirão no intuito de trocarem experiências acerca dos saberes e práticas patrimoniais de medicina e farmacopéia populares.

O evento marcará a celebração da parceria entre a Rede CASLA-CEPIAL e a Rede Integrada de Ciências e Saberes Tradicionais – RCSTrad e o apoio do Instituto Equipe de Educadores Populares e o Movimento Aprendizes da Sabedoria.

Nas palavras do coordenador do Evento, o Ms. Tautê Oliveira, representante da RCSTrad,  “Aspiramos com esta Rede construir um elo permanente para o encontro e colaboração das muitas redes de conhecimento tradicional existentes por todo o Brasil e também no Exterior, e para isso nos valemos de pessoas e experiências desenvolvidas pelas comunidades e instituições brasileiras”

A metodologia do evento (oficinas e palestras) emerge do “Projeto Encontro de Saberes nas Universidades Brasileiras” (UnB), e tem como base a experiência do Centro de Saberes, Ciências e Saúde mantido pela mestra quilombola Lucely Morais Pio.  

Entre os objetivos desse projeto, destaca-se os “Módulos de Formação”, isto é, as atividades de abrangência regional que busca envolver organizações sociais, universidades, instituições públicas e representantes de diferentes segmentos.

Apoiado institucional e financeiramente pelo Ministério Público do Trabalho de São Paulo, através da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho – COORDIGUALDADE, o referido Encontro visa, em seu conjunto,  “promover o  acesso aos conhecimentos científicos e tecnológicos em convergência com os saberes tradicionais; a preservação das práticas de saúde e segurança alimentar e nutricional; e a preservação dos saberes orais e da memória“.

Tais encontros vão em direção aos objetivos da “UNITINERANTE: Universidade Itinerante pelos Direitos Humanos, da Natureza, pela Paz e Bem Viver” que é dar voz aos atores sociais inviabilizados muitas vezes pelas práticas institucionais hegemônicas (seja dentro das universidades, das corporações de profissionais,  dos aparatos jurídicos e das instituições religiosas).

A Rede CASLA-CEPIAL, convida portanto os interessados a se inscreverem no encontro por meio do seguinte contato telefônico: (41) 99863 8177.

0 comentário em “A REDE CASLA-CEPIAL APOIA OFICINA DE DIÁLOGO DE SABERES ENTRE BENZEDEIRAS E MULHERES QUILOMBOLAS”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *